Marcela Dantés

Nasceu em Belo Horizonte, é formada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-graduada em Processos Criativos em Palavra e Imagem pela PUC-Minas. Seu livro de estreia, a coletânea de contos Sobre pessoas normais (Ed. Patuá), foi semifinalista do Prêmio Oceanos. Em 2016, foi a autora residente do FOLIO - Festival Literário Internacional de Óbidos, em Portugal. Em 2020 lançou seu primeiro romance, Nem sinal de asas (Ed. Patuá). Fotografada por Rafael Motta.

Recomendado

O amor de um pombo furta-cor

2022-07-11
De repente
  O pombo não era adorável (eu também não sou). Ele não fazia o que ele estava fazendo de um jeito adorável, fazia como um po ...

Quarenta mil pés

2022-06-08
De repente
  Dentro de um avião depois de dois anos e quatro meses. Viajando sem o meu filho depois de nunca, essa é uma primeira vez e não é exatamen ...

Essa escova de dentes

2022-05-07
De repente
  não combina com o meu sapato. Eu li oito poemas na mesma noite e acho que essa foi uma primeira vez. E os poemas eram bons, os malditos poemas eram bons e eu tinha doze j ...

Múmia árido-ruiva

2022-03-08
De repente
    ...

Três dias depois do final do inferno astral

2022-02-13
Vária
  Pense nessa cachorra que tem nove meses e vinte quilos. E as patas compridas de quem ainda vai pesar quase trinta. Pense nessa cachorra que tem nove meses e toda a e ...

Acidente somos nós

2022-01-13
Vária
  - Tá chovendo de novo? - Tá chovendo, ainda.   Todos os dias, quando acorda de manhã — e também à tarde &mdash ...

Me deseja boa sorte

2021-12-13
De repente
  Eu comecei a escrever um livro novo. Por enquanto, tenho um arquivo completamente em branco, zero palavras. Mas já sinto aquela movimentação no ...

Vinte e um dias

2021-11-14
Vária
  Uma coisinha arranhando lá no fundo da garganta. O corpo fraco, calafrio. Febril, cachoeira no nariz. Já tem aquelas feridas na esquina das narinas, po ...

Parede da suíte do quarto do casal

2021-10-16
De repente
  Branco gelo Foi dentro desse banheiro que eu descobri que estava grávida. Era dia dez de janeiro de 2019 - o filho nasceu no dia treze de setembro. Esta pa ...

Sal

2021-09-07
De repente
  Quantas vezes o mar precisa lamber a areia para que se apague alguma coisa que foi escrita com a ponta do dedo? Alguma coisa que foi escrita com a ponta do ded ...

Um pulmão não voa, mas o resto sim

2021-08-10
De repente
  Querido, Aqui correndo, sempre. Há tanta coisa para se fazer e parece que tão pouco tempo para tudo. Me sinto atropelada. Já tem qua ...

Coração de fogo é o nome de uma planta

2021-07-08
De repente
  Às vezes você perde uma ou duas ligações enquanto tenta fazer uma aula online de yoga e depois retorna a chamada e não deveria ter ...

A cabeça de alguém que pode ou não ser a minha

2021-06-08
De repente
  Ele vai se chamar Mateus. Quem escolheu foi o padre e quem criou o padre fui eu. Não é um padre qualquer. Essa é uma cidade miúda, red ...

Um trator é uma ferida

2021-05-15
De repente
  Eu trouxe tudo quanto coube, mas nenhuma planta é você. (Amanhã vão demolir a sua casa.)     ...

Aquela hora do dia ou da vida

2021-04-12
De repente
  É recém noite: um escuro que ainda te permite ver os objetos à curta distância, principalmente se estiverem em movimento. Aquela sensa&cce ...

Longo trecho em declive, seu destino à esquerda

2021-03-09
De repente
  Você sai de casa sem a menor ideia de que aquele é o dia. Era só a farmácia. Neosaldina, cotonete, vitamina C - em cápsulas, compri ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2022 REVISTAPESSOA.COM