Alison Entrekin

Alison Entrekin é tradutora literária australiana radicada no Brasil. Verteu para o inglês Cidade de Deus, do Paulo Lins, O filho eterno, do Cristovão Tezza, Perto do coração selvagem, da Clarice Lispector e Budapeste, do Chico Buarque, entre outros. Trabalha atualmente na tradução de Grande SertãoVeredas, de Guimarães Rosa, com patrocínio do Itau Cultural.

Recomendado

Clarice

2017-09-20
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
  Muito se fala sobre abordagens “domesticadoras” ou “estrangeirizantes” na tradução literária. Alguns teóricos (Be ...

O nome das coisas

2017-08-15
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
  O brasileiro é “apelidador” por excelência e, volta e meia, este fenômeno cultural vem me atazanar na tradução. Afinal, ...

Eu, goleira

2017-07-07
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Li, esses dias, um ensaio interessante da Elena Ferrante chamado “O livro de ninguém”, publicado na coletânea Frantumaglia. Nele, a autora observ ...

Roubo de olhar

2016-04-27
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Impressionante como o botão “enviar” me devolve os olhos. Numa fração de segundo, enxergo uma porção de infelicidades no texto que preciso mudar AGORA – sendo que segundos atr ...

Num chão: o bem e o mal

2016-03-21
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Há um trecho de Grande sertão: veredas, de João Guimarães Rosa, que não me sai da cabeça desde que li a excelente tese de doutorado de James Remington Krause, sobre a rec ...

A nova roupa do rei

2016-02-11
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Como é uma tradução “elegante”? É esbelta, de modos refinados, não fala palavrão? Fiquei pensando nisso esses dias depois do lançamento de Perfect Days (Dias perfeitos), do ca ...

Sintaxes, sinapses e conversa de bar

2014-08-27
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
As pessoas sempre me perguntam qual foi o livro mais difícil que traduzi. E, embora nenhum deles tenha sido particularmente fácil, um sempre me vem à cabeça: O filho eterno, d ...

O diabo está nos detalhes

2014-10-01
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
A primeira vez que tive que fazer uma tradução consecutiva, estava olhando para uma faca na mão de um ladrão. A faca tinha um cabo cor de rosa e a mão do ladrão tremia. Eu tin ...

Sotaque de exu

2014-11-05
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
“Não há terras estrangeiras; apenas o viajante é estrangeiro.” – Robert Louis Stevenson Uma das coisas mais almejadas por aquele que se radica em outro país é a habilidade ...

É assim e...vírgula!

2014-12-02
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Uma das coisas que mais me deixam descabelada nas traduções é a pontuação. Não deveria, a rigor, já que as regras de pontuação em inglês e português são quase iguais em muitos ...

Minhas palavras

2015-01-20
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Escrevo esta coluna da minha terra, onde estou passando férias com o meu marido e nossa filha de três anos. Depois de duas semanas aqui, eu me sinto como se nunca tivesse fala ...

Índice de torcimento de nariz

2015-02-12
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Algumas traduções saem como se fossem cópias do original. São poucas. E tem outras em que é preciso trair para ser fiel. São a maioria. Não digo que é o caso de trair o autor, ...

Por traduções mais crocantes

2015-03-12
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
O começo de carreira do tradutor literário é complicado. Ninguém o conhece e construir uma clientela fiel leva tempo. E ainda assim é uma clientela diferente da do tradutor té ...

O bom entendedor

2015-04-22
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Começou com um email do Cristovão Tezza no qual brincou: “Ainda quero escrever um romance ‘inglês’ clássico. Penso nisso – linguagem clean, tempos precisos etc. Será que um br ...

Minha mala sem alça

2015-05-19
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Ela é minha cabeça ao avesso, tudo que eu queria ser e não sou. Ela me completa. É papagaio de pirata, empoleirado no meu ombro, me censurando, e, doula paciente, ajudando nos ...

Churrasco de gringos

2015-06-23
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Outro dia fui convidada pelo whatsapp para um “churrasco de gringos”. O convite veio da amiga de uma amiga, que explicou que queria reunir todos os gringos da cidade no tal ch ...

O nonada no mundo

2015-07-22
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Como o Maurício Meireles noticiou em O globo há algumas semanas, estou na rua, no meio do redemoinho, às voltas com a possível (necessária, desejada, mirabolante) retradu ...

O livro fácil

2015-08-19
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Às vezes brinco que mereço um livro fácil, para compensar todos aqueles suados, ou melhor, todos que traduzi até agora. Um livro tão fácil que dê para matar a cota diária em p ...

Apagamentos

2015-09-18
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Volta e meia me deparo com algo que costumo chamar de “o fenômeno Spielberg”, em que um escritor me procura para traduzir para o inglês um manuscrito inédito em português. Dec ...

O inferno do presente

2015-10-20
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Volta e meia envio um email rocambolesco para um autor, depois fico envergonhada com os absurdos que escrevo. Não que as coisas em si sejam absurdas, mas são absurdamente difí ...

Sobre abacates, bundas e tradução

2015-11-19
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Vitamina de abacate me embrulha o estômago só de pensar. Pra mim, abacate é para comer em saladas e sanduíches ou in natura com um pouco de vinagre e sal no lugar do caroço – ...

DNA literário

2015-12-20
Biblioteca Internacional de Obras Célebres
Há alguns anos, circulou uma corrente no Facebook na qual as pessoas tinham que listar os dez livros que mais as marcaram, para depois passar o desafio para dez amigos.Foi uma ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2017 REVISTAPESSOA.COM