Noemi Jaffe

Noemi Jaffe nasceu em São Paulo, em 1962. Publicou Írisz: as orquídeas (2015), A Verdadeira História do Alfabeto (2012), vencedor do Prêmio Brasília  de Literatura, O que os cegos estão sonhando (2012), Quando nada está acontecendo (2011), dentre outros. É doutora em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo e crítica literária do jornal Folha de São Paulo desde 2006.

Recomendado

O estupor

2017-12-18
Vária
    "Século agonizante! Só te compreende de verdade aquele que mostra o sorriso impotente de quem se perdeu para si mesmo." Osip Man ...

Das coisas que lembro sobre meu pai

2016-10-14
Dito isso
- ele sempre perguntava, para os amigos que chegavam em casa: "O que você acha da conjuntura política e econômica internacional?"- ele tinha vergonha de comer carne de porc ...

Golpes

2016-09-01
Dito isso
Um dos maiores aprendizados para as pessoas que pesquisam a memória do holocausto, como eu fiz e faço, é a dificuldade em representar o testemunho de quem passou por ele, co ...

Para inveja: potinhos

2016-07-06
Dito isso
Potinhos. Só aprendi a dar importância a eles depois de uma estada de duas horas, entre a 1 e as 3 da manhã, em Esalem, um centro de vivências hippies - espirituais-sensori ...

Buraco de tatu

2016-05-28
Dito isso
Em viagem recente à Amazônia, saímos para desbravar um pedaço quase virgem da floresta, orientados por um guia local. O grupo consistia majoritariamente de paulistanos, estran ...

As coisas

2016-03-28
Dito isso
A gata se aproxima e encosta a barriga no meu braço, enquanto penso no que escrever, achando que devo falar sobre a situação política e sentindo, ao mesmo tempo, que não quero ...

Literatura pingente

2016-02-29
Dito isso
Sabe aquele pingente que ficava pendurado nos puxadores de cortina de antigamente? Um tipo de frufru, vários fios juntos suspensos na borda inferior do cordão? Para que servia ...

O nó e a freada

2016-01-22
Dito isso
No conto "Laços de Família", de Clarice Lispector, uma mãe e uma filha estão num táxi, indo na direção da estação ferroviária, onde a mãe vai pegar um trem para voltar para ca ...

Território épico

2015-11-25
Dito isso
Tenho uma coleção daqueles brinquedos antigos, pequenas marionetes de bichos de madeira, fixados sobre um mini tonel que, quando pressionados por baixo, movem articulações com ...

Alguns milímetros

2015-10-26
Dito isso
Meu pai olha para baixo, com os olhos tristes. Minha mãe assa doces. Sabemos que amanhã os alemães virão nos buscar. Setenta anos atrás, depois de ter sido salva pela Cruz ...

A Quinta e o acaso

2015-09-28
Dito isso
Se o gênio da lâmpada aparecesse, eu pediria para ser o fato mínimo que falta para que algumas coisas possam ou pudessem dar certo. Não consigo me conformar com romances que f ...

Rugas e ruas

2015-08-28
Dito isso
Descubro, espantada, no dicionário etimológico, que ruga e rua têm a mesma origem: dobra, vinco, entrada, sulco, fenda. Como nunca tinha pensado nisso, se presto tanta atenção ...

Por exemplo

2015-07-29
Dito isso
  “Se fizer bom tempo amanhã eu vou. Mas, se por exemplo, chover, não vou”. Acho esse “por exemplo” uma síntese, entre misteriosa e luminosa, do que é a poesia. O que se ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM