Copacabana, Lisboa

A literatura quando acaba tem cheiro de mofo

2020-09-18
Copacabana, Lisboa
  Descobri que te amo demais Um novo estabelecimento abriu na Avenida Atlântica. Furou o asfalto, o tédio, o escambau. Um ...

O mundo já acabou aqui de diversas formas

2020-09-11
Copacabana, Lisboa
  Capatões e toninhas Leixões é um sítio, mas poderia ser um monstro marinho como os chocos e  os per ...

De agora em diante

2020-09-04
Copacabana, Lisboa
  Estátua voadora soviética Uma pomba branca, maior do que as outras, voa em direção à janela do vi ...

Nunca houve trilha sonora tão bela

2020-08-28
Copacabana, Lisboa
  Semáforos cósmicos "Mas aqueles arcos sem teto eram então a Ópera de Lisboa?", me pergunta min ...

Tudo à mercê de inimigos terríveis

2020-08-21
Copacabana, Lisboa
  Vermes No dia 20 de agosto de 844, fazia calor em Lisboa. Cinquenta e quatro embarcações grandes e outras cinquenta e ...

O homem contente

2020-08-14
Copacabana, Lisboa
    Gramática O Francis Ponge. Dizem que não terminou o curso de direito porque não sabia falar em p&uacu ...

A primeira lembrança do mundo

2020-08-06
Copacabana, Lisboa
  Lojas Americanas Ir até as Lojas Americanas nas férias. Antes minha mãe diz que temos que passar no banco. Sua ...

Quero alegria

2020-07-31
Copacabana, Lisboa
Andorinha Longe do bairro, confinado algures sob outro céu, percebo já uma segunda lagarta negra sobre as pedras do jardim. Essa ...

Um ar-condicionado carioca

2020-07-24
Copacabana, Lisboa
  Homem azul Três horas da tarde o sol desce ao bairro. Amarelo, da ladeira do Leme às artérias que desaguam na Avenida Atlântica, encontra ...

Restolho de cidade

2020-07-17
Copacabana, Lisboa
    Outra praia Uma vez, Isadora Duncan pediu a João do Rio para ver aquela outra praia, depois da igrejinha de Nossa S ...

Era domingo

2020-07-10
Copacabana, Lisboa
  Abóboda craniana A rua chamava-se Haritoff por causa de Maurice. Nunca soube se era de São Petersburgo ou Moscou, mas ...

Se o sol vem

2020-07-03
Copacabana, Lisboa
  Seis horas Amanhece em São Pedro do Estoril. As rochas gigantescas na areia parecem fatias da cabeça ausente da Pedra da Gávea. A costa é ...

Diário das gaivotas

2020-06-11
Copacabana, Lisboa
  Diário das gaivotas A vida vista da varanda é anestésica. Há os pedaços de prédios, recort ...

Verde selvagem

2020-05-29
Copacabana, Lisboa
  Cachorros Na semana que houve o verão de 2020, fomos à praia. Dois catadores, cada um com sua bermuda tactel puí ...

Onde morre o sol

2020-05-22
Copacabana, Lisboa
  Domingo almorávida Num domingo ensolarado triste, parei por acaso no miradouro da igreja de Santa Luzia. Atravessada a Pra&cc ...

Conivência

2020-05-15
Copacabana, Lisboa
  O Leblon Tem dias que a vida pós-apocalíptica parece uma festa. O Domingos, por exemplo. Como bom carioca, o Domingos ...

A rua

2020-05-01
Copacabana, Lisboa
  Pombos Não tenho certeza se ainda há nos arredores da Estação Siqueira Campos a senhora de vermelho. Se ...

O universo está se desmanchando

2020-04-24
Copacabana, Lisboa
  O chinês do tamborim O carnaval são estas frases rigorosamente desarticuladas, escreveu o Carlinhos de Oliveira sobre u ...

Bandolim com corda arrebentada

2020-04-17
Copacabana, Lisboa
  Otário “Aí na moral, vou te furá, vou te furá, passa o telefone e o dinheiro”. Os olhinhos g ...

O mundo é logo ali fora

2020-04-03
Copacabana, Lisboa
Saio puto do metrô Estou enfermo, sofro dos nervos. Há uma receita médica que comprova que sofro dos nervos. Oito horas da ...

Sai, doentes do corpo e doentes d’alma

2020-03-20
Copacabana, Lisboa
  Cartório O ritual burocrático é reconhecidamente o ritual oficial de uma mudança. A mudança de vo ...

Umbigo do mundo

2020-03-09
Copacabana, Lisboa
O Pássaro Burro No meio da tarde, chuva de verão. Raios e trovões. O vento forte corre branco encharcado. Um único ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM