Mombak | Publicações

Criada inicialmente apenas para editar a revista Pessoa, a editora Mombak publicou em 2014  livros digitais. Sempre apostando na relevância cultural, o objetivo do selo foi romper as barreiras geográficas que impedem o alcance nacional de escritores de talento reconhecidos apenas em alguns nichos. Seus primeiros títulos integram a Coleção Latitudes, organizada por Maria Valéria Rezende. Nessa seleção, a escritora apresenta obras variadas como romance, contos e minicontos de homens e mulheres de diferentes gerações. A coleção já reúne os títulos A paixão insone, de Ronaldo Monte; Aqui as noites são mais longas, de Geraldo Maciel; O beijo de Deus, de Dôra Limeira; Palavras que devoram lágrimas, de Roberto Menezes; e Já não há golfinho no Tejo, de Joana Belarmino, e O estouro da artéria de um cavalo húngaro, de Thiago Roney.

Ainda em 2014, a Mombak reuniu contos e poemas publicados na revista Pessoa, sob curadoria de Luiz Ruffato, em duas antologias em formato ebook. A primeira - Desassossego - integrou contos de Cíntia Moscovich, Susana Moreira Marques, Luiz Roberto Guedes, Carlos Quiroga, Monique Revillion, Vanessa Ribeiro Rodrigues, Marta Barbosa, Sergio Leo, Márcia Barbieri, Rafael Gallo, Alexandre Staut, André de Leones, Carlos Henrique Schroeder, Daniel Antônio, Astier Basílio, Tiago R. Santos, José Luiz Passos, Maurício de Almeida e Wladyr Nader. A segunda antologia - Fingimento – apresentou poemas de Donizete Galvão, Ronaldo Cagiano, Victor Heringer, Antonio Barreto, Iacyr Anderson de Freitas, Eloésio Paulo, Ana Martins Marques, Moacir Amâncio, José de Assis Freitas Filho, Vera Lúcia de Oliveira, Tércia Montenegro, Adriana Lisboa, Mariana Ianelli, Camila do Valle e Dora Ribeiro.

Também fez o caminho inverso e buscou lançar escritores reconhecidos lá fora que passaram despercebidos pelas grandes casas editoriais brasileiras. O primeiro título de literatura estrangeira do selo foi Diga Borges se o encontrar – Histórias de sonambulismo contemporâneo, do escritor e professor estadunidense Peter LaSalle.

Reconhecida pela publicação da revista Pessoa - vencedora do Prêmio IPL/Retratos da Leitura, na categoria mísia, em 2019 - a Mombak vem se projetando internacionalmente como referência na difusão da literatura brasileira. Nesse sentido, tem encontrado apoio em importantes instituições universitárias como a Sorbonne, MIT e Boston University.

Em 2015, reuniu obras de 27 autores brasileiros (prosa, poesia, infantojuvenil e teatro), em duas coletâneas, uma em francês e outra em inglês, em papel e em formato digital, lançadas no Salon du Livre de Paris e no Boston Book Festival. A publicação foi organizada pelo professor de literatura da Universidade Paris-Sorbonne, Leonardo Tonus.

Em 2016 a revista organizou eventos com escritores portugueses em Lisboa e Bruxelas. 

Em 2018, a antologia bilíngue The Picture Alive: New Writing in Portuguese foi lançada em parceria com a Words Without Borders no primeiro Festival da revista Pessoa, The Pessoa Festival, organizado em Nova Iorque. O Festival ganhou um desdobramento em 2019, em Lisboa, com o encontro de cerca de 30 convidados entre escritores, jornalistas, pesquisadores e críticos literários de língua portuguesa. No mesmo ano, a revista lançou uma antologia em árabe no Abu Dhabi Internacional Book Fair, em parceria com o projeto Kalima, do Departarmento de Cultura e Turismo daquele emirado.

No início de sua trajetória, a Mombak produziu a revista Pessoa também em papel, entre 2010 e 2012. Confira abaixo as versões em pdf das edições impressas.

Para entrar em contato com a Mombak, use o e-mail mombak@revistapessoa.com

Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM