Quando a literatura é calada

  O que leva o Ocidente a banir os artistas russos? Sabe-se que, em geral, são os artistas os primeiros a denunciar os abusos, os ...

"Chamar as coisas pelo seu verdadeiro nome"

  Roma, 20 de abril de 2002 Querido Jamil, É a terceira vez que inicio esse texto. As andorinhas já cumpriram a parte ...

“Inimigo?”

  Genebra, 19 de abril de 2022   Querida Juliana,   Você deve já ter percebido como a primav ...

As mãos de Ismail

  De manhã bem cedo, chegamos à cidade de areia e pedras, meu pai estacionou em frente à nova casa, É aqui, e ...

Vítimas “indignas” na Ucrânia?

  Apesar de ter vivido em Portugal nos últimos 32 anos, nasci e cresci em Nova Iorque, por isso, nos dias que se seguiram aos ataques terroris ...

für elise

  era o mesmo motel. não que tenha sido memorável alguma vez, mas o som – uma revenda da liquigás na esquina e ...

Vidas em procissão

  Dos autores e autoras contemporâneos cuja obra acompanho na nossa literatura brasileira, Nivaldo Tenório é um dos q ...

Nomear a perda

  O recente filme de Pedro Almodóvar aborda um problema fundamental: a necessidade de dar nome ao que se perde e, assim, nomear a ...

A criança no mundo

É da modernidade questionar o mundo, olhá-lo com distanciamento, como se pudéssemos enxergá-lo “de fora&rdquo ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2022 REVISTAPESSOA.COM