O poeta não dança

  Lisboa, 15:30  “Em Lisboa, passei a vida à toa, à toa”, diria Bandeira se lá vivesse. É ...

Uma viagem à Amazónia antes e depois da pandemia

  O encenador inglês Simon McBurney deveria ter encenado Wozzeck de Alban Berg no Festival de Aix-en-Provence em 2020. Tendo esta p ...

Para reescrever Beths, Marianas e certos mitos

  Elizabeth Short, atriz americana, não conheceu o ano de 1947. Em janeiro, aos 22 anos e com uma coleção de contos ...

Casa trancada

  A moça morava sozinha. A casa da moça estava sempre trancada, com as cortinas corridas, as vidraças da janela abai ...

O senhor é pescador nada me falta

  Sempre pensava no mar como *la mar*, que é o que o povo lhe chama em espanhol, quando o ama. Às vezes, aqueles que gostam ...

Conversa com seres invisíveis

  Um espelho Trouxe um espelho grande para casa. Durante a quarentena, nos víamos apenas pelo pequeno espelho sobre a pia do banheiro, guar ...

Lisboa, imaginada e vivida   

  O curso “Lisboa Gráfica”, de Manuel João Ramos, aconteceria na casa Mombak e apresentava proposta tentadora: ...

Entre línguas

  Em que língua será sua velhice senil? A minha eu sei, mas talvez haja dúvida sobre minha fluência, sobre a m ...

pra que roam os cães nessa hecatombe

  para mirella meus olhos pequenos de menina te viam enorme perto de ti nenhuma deusa ou rainha teria pernas tão longas ou vo ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM